sábado, 30 de março de 2013

Por que não comer carne durante a Semana Santa? Peixe pode?


Sexta-feira Santa é comumente tida como o dia de meter Jesus no pau (ou algo semelhante). Pega-se o judeu pra Cristo (licença, Sargento) e todo mundo chora, se descabela, faz muxoxo e se joga no chão. Nas Filipinas, os sado-masos cristãos até se crucificam; se bem que podiam acabar o serviço, para ver se eles ressuscitam também. Entretanto, uma coisa que sempre me chamou a atenção: Por que diabos não se pode comer carne na Sexta-feira da Paixão? (Paixão? Um cara entra na porrada, é torturado, passam o cerol nele e chamam isso de paixão? Eu, hein!).

A bem da verdade, não se sabe ao certo qual foi o lunático que inventou esta besteira de não comer carne na Sexta-feira Santa. Sabe-se, mais ou menos, que o rito (ou mito) começou lá pelo início do século IV. Nesse período ficou recomendado (aka obrigado) uma observância de jejum durante a quaresma. Quaresma são os 40 dias que antecedem a Páscoa. Aliás, o numeral 40 é bem curioso, pois aparece com frequência na tradição judaica (40 dias e 40 noites chovendo, durante o Dilúvio; Moisés e sua turma andou durante 40 anos no deserto etc).

Durante os 40 dias, as pessoas teriam que observar jejum durante o dia e comer alguma besteirinha de noite. Como o pessoal já não se alimentava muito bem nessa época, a tradição/imposição não deu muito certo. Com o tempo, a duração do jejum foi sendo reduzido até chegar à Semana Santa, apenas. Depois, ficou reduzido somente à Sexta-feira da Paixão, para depois ser reduzido à, somente, não comer carne.

Muito bem, mas afinal, qual o significado disso tudo? Resposta: nenhum!

A desculpa dada pela ICAR é que isso é para servir de penitência. Hoje, eles não são tão rigorosos e pedem apenas que você, meu caro fiel, se abstenha de alguma coisa, em forma de sacrifício, como ficar sem beber, fumar, fazer sexo, falar palavrão ou outra coisa que você goste de fazer. É uma ação controladora. Mas, por quê?

Vejamos novamente: A função é a de penitência. Penitência DO QUÊ? Vamos supor (só uma suposição, ok?) que Jesus Milagreiro nasceu, pregou e foi pro pau-de-arara. Ele falou algumas verdade (e algumas besteiras), o pessoal não gostou e mandou-o pra vala. Ok, interessante, e eu com isso? Eu não estava lá, eu não fiz nada e a própria ICAR não reconhece a reencarnação. Como fica? A Bíblia diz que os filhos não pagarão pelo pecados dos pais (Deuteronômio 24:16); mas, eu não posso esquecer também que Êxodo 20:5 diz que Deus se vinga da iniqüidade dos pais nos filhos, nos netos e nos bisnetos daqueles que o odeiam. Mas, no versículo a seguir, é dito que Deus usa de misericórdia até a milésima geração com aqueles que me amam e guardam os meus mandamentos. (todas as citações da versão Ave Maria, que é a versão oficial da Igreja Católica).

Se tomarmos as passagens citadas no parágrafo anterior, temos que quem fez o mal ao deus judaico-cristão (estou inferindo que seja o mesmo deus, apesar de muitas teologias cristãs, como a dos marcionitas, contestarem isso) será punido e que os filhos desse que fez o mal só serão punidos caso passem a odiar este mesmo deus judaico-cristão. Não obstante, caso os filhos do pecador não só resguardem-se de odiar a Deus, mas amá-lo plenamente, serão perdoados e terão infinita misericórdia. Assim, vamos analisar com muita calma: Quem segue os preceitos do deus judaico-cristão é porque o ama, de outra forma seria loucura. Assim, esses seguidores estariam livres da ira divina e seria recompensados com sua (do Deusão) infinita misericórdia. Assim, me digam: do que diabos estão se penitenciando? Não foram eles, os seguidores atuais, que (segundo o mito) pregaram Jesus no pau, logo, qual a lógica de se penitenciarem? Em nome de todos os pecadores do mundo? De que adiantaria isso? Tá lá no preto-no-branco: Deus vaio se vingar deles e nada impedirá!

A “proibição” de comer carne na Sexta-feira Santa é algo tão doido que não é nem mesmo uma ordem papal. É uma decisão do episcopado, ou seja, o bispo de cada região é quem decide se haverá jejum completo, abstinência de carne e/ou derivados de animais (leite, ovos etc),apenas carne (de qualquer bicho), carne vermelha ou a substituição por uma outra forma de penitência, a qual – como disse acima – não é sustentada por uma teologia fundamentada na Bíblia. Quem foi o louco que bolou isso, então?

Mas, me dizem então: Não é apenas uma proibição de todo tipo de carne, pois a tradição manda (manda o escambau, ô!) comer pescado. Lógica? Você anda por aqui, minha filha?

Vejamos: Eu não posso comer meu sagrado contra-filé, mas devo comer peixe. Só que eu não gosto de comer peixe. Entretanto, não posso comer mortadela passada no ovo, com um copo de leite. Que diabos significa tudo isso, que eu não entendo? Eu não gosto de peixe (tá, eu sei que é uma carne saudável, mas não gosto e é problema meu!), poderia substituir por caviar? Ninguém falou nada de caviar. Isso é pecado? E por que seria pecado? Vamos supor novamente que há um deus hiper-mega-poderoso, cujo enviado fez tanto sucesso que se tornou atração num fim-de-semana entediado. Alguém acha mesmo que alguém que cria um Universo inteirinho está dando a mínima se eu como carne de cachorro ou faço bife de camaleão?

– Maldito sejas, pois seus ancestrais mataram meu filho barbaramente!
– Pô, Senhor! Libera aí, vai! Eu não comi hamburguer hoje, só fiquei na batatinha frita.
– E o churrasco que tu fostes, ó miserável?
– Eu JURO que eu só comi farofa com molho à campanha. E nem tinha torresmo nela, nem era farofa de ovo. Era farinha pura, mesmo.
– Ah,tá. Então, tá liberado, mas eu tô de olho, hein?

Todos somos pecadores, disse o lunático do Saulo de Tarso e, pelo que notei até hoje, os cristão deveriam ser “saulões”, já que seguem besteiras ditas por Saulo de Tarso, que nunca foram ditas (segundo o mito) por Jesus. Ao menos, não é o que vem nos evangelhos, mas isso é explicável: As cartas de Saulo são, pelo menos, 20 anos antes dos evangelhos. Saulo nunca leu nenhum evangelho! Se bem, que o Êxodo e Deuteronômio estão no Velho Testamento. Enfim…

A penitência é o ato de assumir uma culpa que não existe. Não só pelo mito cristão não passar de mito, mas por aceitar algo sem sentido, simplesmente porque lhe disseram que VOCÊ é culpado e precisa se penitenciar, nem que “penitenciem” você, que nem na Reversal Russa. É através do medo, da imposição, na imputabilidade de uma culpa inexistente que as religiões sempre se fundearam. Tire o complexo de culpa das pessoas e elas jamais precisarão de arreios psicológicos que os fazem adorar instrumentos de tortura e imagens sangrando, com carne dilacerada, como uma ode ao sadismo.

Questionamento para cantora Kelli Cristina


A cantora kelli Cristina de Matupá (minha conterrânea, ó saudades da terrinha), gravou um vídeo no cartão postal da cidade em um dos cinco lagos que enfeitam o centro do município, o vídeo que foi postado no seu canal do You Tube e enviado para a produção do Programa apresentado por Tiago Leifert, o The Voice Brasil.

No vídeo ela cumprimenta “a galera” do The Voice Brasil e diz que seu mundo é a música, “minha família me apoia bastante, por que a cada dia eu fui mostrando para eles que esse é caminho que eu quero seguir, eu amo cantar”, disse ela no vídeo.

“Eu acho que o The Voice é um programa de talentos que dá oportunidades, eu estou neste caminho da música há tanto tempo, e acho que preciso de uma oportunidade dessas, pois eu já sou conhecida na minha região, no meu Estado, e preciso mostrar o meu trabalho para outras pessoas, para que elas conheçam meu potencial”, afirmou Cristina.

Ela finaliza dizendo, “eu quero representar a mulher no sertanejo e se for aqui do Mato Grosso melhor ainda”, diz ela interpretando a música de Almir Sater, “Tocando em Frente” e manejando muito bem o violão, “muito obrigada, e espero ser escolhida para representar o meu Mato Grosso”.

A intérprete já participou de vários festivais e de programas nacionais como os ídolos e o Programa Raul Gil, agora ela tenta a sorte no The Voice Brasil, que teve na edição passada a mato-grossense Ana Rafaela, como uma das queridinhas do programa, mesmo não vencendo, mas chegou à semifinal.

Kelli Cristina assim como Ana Rafaela, tem comum o dom musical com uma linda voz, a idade, ambas tem 18 anos e claro são mato-grossenses, Kelli de Matupá, Ana Rafaela de Cuiabá.

NOTA: encerro esse o post com trecho da Canção do Exílio de Gonçalves Dias, “em Matupá, tem palmeiras, onde canta o sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, não gorjeiam como lá”. 

quinta-feira, 28 de março de 2013

O ICQ MORREU, MSN vai MORRER e o Skype no corredor da MORTE

É coisa de maluco: Leitão inaugurou e Cascão prometeu abrir hospital que continua trancafiado

 O Hospital Municipal, que foi promessa nas duas campanhas do atual prefeito de Sinop, continua fechado e sem previsão de abertura.

Para o personagem seu Jão Puliça é só mais um história de pescador, “Báh, prometeste, mas num cumpriste, barbaridade, mas um historieta de pescador, santa maria da biscletinha tenha dó di nóis”, disse ele sobre a tal obra que foi lançada no governo do Leitão que hoje é deputado federal.

Para Jão isso é caso de Polícia, “bora coloca esse cambada na cadeia, num cumprem, mas são bons de prosas”, diz ele que votou duas vezes no homem e votará de novo se ele for candidato a governador do Nortão

O deputado Leitão inclusive inaugurou a obra, mas o Cascão fechou e nunca mais abriu, parecem contos de fadas. “Se vê, inté o porco já inauguraste, mas o Cascão num queres sabe de abrir, enquanto o povo morre”, diz Jão Puliça.

A obra que custou uma grana boa aos cofres públicos está abandonada para os morcegos e baratas fazerem suas residências em meio ao matagal. Ô raça.

Saldo das promessas do atual prefeito:

- Prometeu por mais de 05 vezes a abertura.
- Anunciou 04 vezes o mesmo recurso de cerca de R$10 milhões.
- Afirmou que o hospital não tinha condições de abertura e o Ministério da Saúde emitiu parecer contrario atestando as condições para abrir.
- Passou o hospital para o estado administrar.
- A justiça determinou por duas vezes a sua abertura, mas o prefeito não cumpriu.
- Disse que a saúde de Sinop é do nível da saúde de países de primeiro mundo.
- E o Secretário de Estado de Saúde disse a poucos dias que não há previsão de abertura do hospital.

NOTA: Se você tiver mais alguma "Coisa de Maluco" envie-nos no email ln.assessoria@gmail.com.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Estréia do programa "Questionamento", Márcio Guerra o cobaia

Luíza não está no Canadá

Conselheiras tutelares se “pegam” em Confresa; briga vira caso de Polícia


Um intrigante caso de Polícia  foi registrado na Polícia Militar de Confresa,  na manhã de sexta-feira. 22, quando, segundo o Boletim de Ocorrência, duas conselheiras tutelares foram as vias de fato na sede do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente localizado na Avenida Brasil. 
 
Segundo a narrativa policial, Leidilene Ferreira de Menezes, 34 anos, chegou por volta das 9:55 horas na sede do Conselho Tutelar dizendo que iria sair da instituição devido às intrigas entre ela e a conselheira,Ângela Borba, 43 anos.
 
 Neste instante que a discussão começou e culminou com Leidilene arremessando uma sacola de bolo na face de Ângela Borba. Segundo Leidilene,  sua desafeta tentou jogar uma cadeira em sua direção, mas ela se esquivou, e foi surpreendida por Ângela tentando lhe agarrar o pescoço.
 
Neste momento Leidilene disse: “Vou acabar com você, você se acha melhor que os outros”, diz a narrativa do BO. Após as discussões e serem separadas por colegas conselheiros, Ângela Borba se deslocou até a PM onde registrou o BO e em seguida Leidilene também registrou um BO.
 
O caso foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Judiciária Civil, onde o caso será investigado e as duas serão ouvidas. A reportagem tentou contato com as conselheiras envolvidas, mas elas não foram encontradas.

Agência da Notícia

A educação do Mato Grosso está no prego

sábado, 23 de março de 2013

Personagem Zé Butina fala sobre bênçãos de Jesus em sua vida

O personagem criado pelo “Olhar Bíblico”, Zé Butina, “um crente caipira”, fala dos seus testemunhos na roça de uma forma caipira, ou em outras palavras de uma forma simples sem corte e sem censura.

De forma humilde ele conta como acontecem as bênçãos de Deus em sua vida, “jesuis é bom di mais da conta sô”, segundo o Olhar Bíblico o personagem vai além do simples fato de contar os testemunhos ele é para sair do You Tube e ir para o Comedy Stant-up Caipira, onde o personagem vai narrar de forma simples o que acontece na roça.

“Nosso país é formado de pessoas simples e humilde, e elas contam de um jeito próprio como Deus lhes abençoa e foi pensando nisso que criamos o personagem, para que as pessoas possam se ver através deles, e de maneira alguma para fazer chacota, mais sim um humor saudável”, contou o editor do Olhar Bíblico, Leandro Lima.

“Os evangélicos não tem muita opção de conteúdos na internet voltados para a vida cristã, por isso estamos produzindo e criando conteúdos saudáveis para nossos amados irmãos e vocês podem esperar que terão muito mais novidades no Olhar Bíblico”, afirmou o editor ao Agência da Notícia.

O canal do Olhar Bíblico no You Tube pode ser acessado no link www.youtube.com/olharbiblico acesse e se inscreva no canal.

Fonte: Agência da Notícia


sexta-feira, 22 de março de 2013

Muvuca no Senado


Conterrânea de Matupá envia inscrição para participar do The Voice Brasil

A cantora kelli Cristina de Matupá (minha conterrânea, ó saudades da terrinha), gravou um vídeo no cartão postal da cidade em um dos cinco lagos que enfeitam o centro do município, o vídeo que foi postado no seu canal do You Tube e enviado para a produção do Programa apresentado por Tiago Leifert, o The Voice Brasil.

No vídeo ela cumprimenta “a galera” do The Voice Brasil e diz que seu mundo é a música, “minha família me apoia bastante, por que a cada dia eu fui mostrando para eles que esse é caminho que eu quero seguir, eu amo cantar”, disse ela no vídeo.

“Eu acho que o The Voice é um programa de talentos que dá oportunidades, eu estou neste caminho da música há tanto tempo, e acho que preciso de uma oportunidade dessas, pois eu já sou conhecida na minha região, no meu Estado, e preciso mostrar o meu trabalho para outras pessoas, para que elas conheçam meu potencial”, afirmou Cristina.

Ela finaliza dizendo, “eu quero representar a mulher no sertanejo e se for aqui do Mato Grosso melhor ainda”, diz ela interpretando a música de Almir Sater, “Tocando em Frente” e manejando muito bem o violão, “muito obrigada, e espero ser escolhida para representar o meu Mato Grosso”.

A intérprete já participou de vários festivais e de programas nacionais como os ídolos e o Programa Raul Gil, agora ela tenta a sorte no The Voice Brasil, que teve na edição passada a mato-grossense Ana Rafaela, como uma das queridinhas do programa, mesmo não vencendo, mas chegou à semifinal.

Kelli Cristina assim como Ana Rafaela, tem comum o dom musical com uma linda voz, a idade, ambas tem 18 anos e claro são mato-grossenses, Kelli de Matupá, Ana Rafaela de Cuiabá.

NOTA: encerro esse o post com trecho da Canção do Exílio de Gonçalves Dias, “em Matupá, tem palmeiras, onde canta o sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, não gorjeiam como lá”.


Blairo Maggi de volta na mídia!

quinta-feira, 21 de março de 2013

Fraxe diz que Pagot deixou o Dnit sem nada e falta pessoal para acompanhar a “bagunça” na BRs


  
Em audiência pública ocorrida nesta quarta-feira (20) na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), o diretor-geral do Dnit, Jorge Fraxe, afirmou que o maior entrave das rodovias de Mato Grosso e do Brasil é a falta de pessoal para acompanhar a execução e fiscalizar.

“Com mais de mil contratos de empreendimentos, o Dnit não tem topógrafo ou laboratorista de solo, é tudo terceirizado”, disse, ao explicar que o órgão não conta com equipe própria para supervisionar as obras. Para superar o problema, Fraxe informou que está sendo alterado o modelo de contrato para supervisão de obras, que passará a responsabilizar a empresa supervisora. Outra reclamação do diretor foi como recebeu o órgão do ex-diretor, Luiz Antônio Pagot, "só recebemos a sala vazia, não nos foi passado nada, ficamos 06 meses tentando entender o Dnit" - lamenta.

Questionado pelo Senador Jaime Campos sobre a rodovia 242, Fraxe disse que está dependendo exclusivamente de um projeto do governo do estado, que espera nos próximos 180 dias. Fazendo troça, Jaime disse que irá rodar o estado com um alto-falante anunciando que se a rodovia não sair, a culpa será do governador.

Sobre uma obra no entroncamento de Rondonópolis, Fraxe disse que não gostou do que viu e disse que haverá problemas com o prefeito que tocou a da obra, uma vez que foi firmada parceria para a prefeitura local realizar os serviços.

Fraxe também convocou o superintendente do órgão no estado para um 'minicurso' a fim de prepará-lo para acompanhar e cobrar a execução das obras. Além disso, marcou uma agenda no estado para prestar maiores esclarecimentos as autoridades locais e a população.

A audiência foi requerida pelo senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), onde Fraxe prestou esclarecimentos sobre problemas estruturais em grande parte das rodovias concluídas pelo órgão nos últimos anos, incluindo Mato Grosso.

Marcondes nega "Muvuca" no senado e só soube do chilique de Taques depois do almoço


O jornalista José Marcondes dos Santos, o Muvuca, afirma que não foi ao Senado para ameaçar o senador Pedro Taques (PDT). Em sua versão, sustenta que compareceu à sessão da Comissão da Infraestrutura, nessa quarta (20) para acompanhar a discussão de assuntos relacionados a Mato Grosso.
  Muvuca disse que estava na Sala de Imprensa, acompanhado por outros jornalistas, quando Taques chegou ao local onde a Comissão de Infraestrutura estava reunida. Segundo o jornalista, depois de fazer algumas perguntas, o pedetista foi para o espaço reservado aos senadores onde deu inicio à confusão. “Fiquei sabendo que o senador deu “chilique” por causa da minha presença. Por isso, a Polícia Legislativa foi acionada.
  Além disso, Muvuca relata que não presenciou a reação de Taques porque saiu do Congresso Nacional para almoçar. O jornalista garante que tomou conhecimento da situação cerca depois de uma hora, quando retornou com objetivo de acompanhar as atividades do Senado. “Eu estava nos corredores e fui convidado para prestar esclarecimentos à Polícia Legislativa. Perguntaram se eu estava armado, se eu tinha algo contra o Pedro Taques e depois me liberaram”, explicou.
  Conforme Muvuca, Taques revelou “desequilíbrio emocional” ao paralisar as atividades do Senado por causa da sua presença. Conforme o jornalista, a reação do senador tem como objetivo cercear sua atividade profissional. “Sou um pobre coitado. Minha única arma é uma caneta que custa R$ 1,50”, afirmou.
  Taques move seis processos contra Muvuca. As ações são cíveis e criminais, todas relacionadas à difamação, calúnia e injúria. O objetivo principal das ações é o suposto envolvimento do senador com a “máfia dos combustíveis”, que o jornalista denuncia nas redes sociais de forma sistemática.
  Sobre a suposta ameaça de morte contra Taques, Muvuca garante que falou num momento de raiva. Ele ainda alega ser perseguido pelo grupo político do senador porque investiga sua atuação. "O Pedro Taques faz isso para tentar me constranger e intimidar, para inibir o meu trabalho", concluiu.
RDNews

Muvuca, o homem bomba de Taques

Em 10 anos comentando e escrevendo sobre política nunca li uma matéria tão hilária e sem nexo, o meu amigo José Marcondes, o Muvuca Cuiabá como é conhecido vem fazendo um verdadeiro inferno na vida do senador Pedro Taques (PDT-MT), mostrando segundo ele, “umas verdades”, o medo das verdades é tanta que o senador na tarde de ontem (20/03) pediu proteção policial para que Muvuca não se aproxime dele. Pregruntas: Medo de que senador? Que mal poderia o Muvuca fazer no meio de tanta gente? Tá cum medinho é?

E ai Homem Bomba de Taques, vai deixar o líder mato-grossense fazer suas “politicas” em paz, ou ele tá querendo só aparecer?

O senador Pedro Taques (PDT-MT) se sentiu ameaçado por Muvuca que ele reconheceu durante audiência pública da Comissão de Infraestrutura, e, na companhia do líder do seu partido, Acir Gurgacz (RO), acabou refugiando-se na própria comissão. Por volta das 14 horas, o presidente do colegiado, senador Fernando Collor (PTB-AL), telefonou ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informou o que estava acontecendo e pediu proteção a Taques. O homem em questão é o jornalista José Marcondes "Muvuca", ex-candidato a vereador e um dos desafetos políticos do senador.

Ato contínuo, segundo o site do jornalista Claudio Humberto, em gesto testemunhado por três jornalistas, Calheiros telefonou ao diretor da Polícia Legislativa, Pedro Henriques, e determinou medidas imediatas para a segurança do senador do Mato Grosso e para a retirada do Senado do homem que ele considerou ameaçador.  O próprio Cláudio Humberto estava presente no momento.

Pedro Taques desmentiu a informação, mas ela foi confirmada não apenas pelos senadores citados como por suas assessorias. Apesar de dizer que as informações seriam "inverídicas", Taques exibiu suas pernas curtas: em nota, sem citar o nome do desafeto, contou que durante a audiência pública "percebemos a presença de um cidadão que responde a seis ações, entre civis e criminais, por insinuações infundadas e desmedidas e ameaças contra a minha pessoa". Informa ainda que reiterou ofício enviado a presidência da Casa "requerendo providências cabíveis, sobretudo quanto a segurança deste senador".

José Marcondes "Muvuca", que mantém um blog com noticias políticas na internet, tem feito reiteradas denúncias que envolveria o senador pedetista com a chamada máfia dos combustíveis de Mato Grosso. Empresas do setor teriam financiado a campanha de Taques para o Senado, em 2010. (Informações de Claudio Humberto e 24horasnews).


Eis, abaixo, a íntegra da nota de Pedro Taques:
    Para efeitos de verdade, transparência e publicidade, o senador Pedro Taques (PDT-MT) desmente as informações publicadas no Blog do jornalista Cláudio Humberto, na nota “Pedro Taques se refugia em comissão do Senado com medo de homem armado”:
    - São informações inverídicas, veiculadas de forma irresponsável. Mesmo após ser procurada pela minha assessoria para esclarecer o que classifico como “boato”, conversa de corredor, a redação do referido blog manteve a versão publicada sem sequer ouvir e citar o "outro lado".
    - Nesta quarta-feira (20.03), não fui ameaçado de morte, não me refugiei na Comissão de Infraestrutura do Senado Federal, tampouco recebi proteção exclusiva da Polícia Legislativa. Por confiar no trabalho da Polícia Legislativa, acredito que nenhum cidadão tenha entrado armado no Senado Federal.
    - Esclareço que participei de audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), presidida pelo senador Fernando Collor, que contou com a presença do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.
    - Durante o ato público, minha assessoria percebeu a presença de José Marcondes dos Santos Neto, o “Muvuca”. O cidadão responde a seis ações, entre civis e criminais, por insinuações infundadas e desmedidas e ameaças contra minha pessoa.
   - Após tomar ciência de que o cidadão estaria utilizando sua página no Facebook para fazer declarações de extrema gravidade e ameaças contra minha pessoa como a frase “atenção autoridades: eu ainda vou matar esse cara” e se exaltar por ser praticante de tiro e utilizador de armas de fogo, encaminhei ofício à presidência do Senado no sentido de informar a instituição sobre os fatos. O ofício foi protocolado na presidência da Casa no dia 05 de março deste ano;
    - Devido às ameaças feitas pelo cidadão, a chefia de segurança do Senado irá me informar sobre a presença dele nesta Casa de Leis. Esta é a única medida de segurança em vigor neste caso.
    - No mais, esclareço que não houve nenhum imbróglio. Continuei minhas atividades parlamentares, participei da audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura, entre outras agendas legislativas.
    Sempre mantendo a postura de rigor e transparência no relacionamento com a imprensa, o senador Pedro Taques se coloca à disposição para qualquer outro esclarecimento.
   Pedro Taques, senador

Gastança da “irmã petralha” no Vaticano; 52 quartos de hotéis de luxo

A viagem de três dias da comitiva da presidente Dilma Rousseff para a missa inaugural do papa Francisco, em Roma, envolveu o aluguel de 52 quartos de hotel e 17 veículos, segundo informações obtidas pela Folha de São Paulo.


Dilma, quatro ministros, assessores mais próximos e seguranças se hospedaram no hotel Westin Excelsior, na Via Veneto, um dos endereços mais sofisticados de Roma, num total previsto de 30 quartos.

Um deles foi transformado em escritório para a Presidência da República. A diária da suíte presidencial custa cerca de R$ 7.700, enquanto o quarto mais barato fica por R$ 910.

Os outros 22 quartos, para pessoal de apoio, ficaram em local próximo. A presidente não quis ficar na residência oficial da Embaixada do Brasil, instalada num amplo palacete no centro histórico de Roma e que costuma receber mandatários do país.

Foi o caso do ex-presidente Lula, em 2005, quando participou do funeral do papa João Paulo 2º. Segundo a assessoria da Presidência, Dilma prefere hotéis por facilitar a rotina de trabalho.

No caso específico de Roma, outro motivo é que a representação brasileira está temporariamente sem embaixador.

Já a frota alugada inclui sete veículos sedan com motorista, um carro blindado de luxo, quatro vans executivas com capacidade para 15 pessoas cada, um micro-ônibus e um veículo destinado aos seguranças.

Apenas para o transporte de bagagens e equipamentos, Dilma contou com um caminhão-baú e dois furgões. A presidente chegou no domingo à tarde em Roma, quando aproveitou para visitar duas igrejas históricas.

Anteontem, visitou uma exposição do pintor italiano Ticiano, se reuniu com o ex-ministro de Lula José Graziano da Silva, diretor-geral da FAO (organização da ONU para agricultura e alimentação) e com o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, que está em fim de mandato.

Ontem, Dilma participou da missa inaugural de Francisco e se reuniu brevemente com o presidente da Eslovênia, Borut Pahor, país europeu de cerca de dois milhões de habitantes.
Também teve uma breve reunião com a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que não estava prevista e durou cerca de 15 minutos.

O teor da conversa não foi revelado. Hoje, Dilma terá uma reunião bilateral com Francisco pela manhã e logo embarca de volta para o Brasil.

quarta-feira, 20 de março de 2013

Estudante escreve lek lek lek na redação do ENEM e garante nota máxima

Mais um estudante conseguiu a nota máxima na redação do ENEM. Everton Everaldo Elias escreveu a letra da música "Ah le le lek lek lek" e conseguiu ultrapassar a nota até dos mais intelectuais estudantes brasileiros.


Em nota, o MEC tentou justificar o episódio dizendo que estudante não errou a letra da música.


Ultimamente o ENEM tem sofrido algumas mudanças para facilitar a aprovação dos alunos que não sabem de nada. Hino do Corinthians, Palmeiras e Receita de Miojo já garante ao aluno uma boa nota na redação. Se for letra de um funk que esteja fazendo sucesso, a garantia de nota máxima é certa. 


Fonte: G17

fique atento - G17 é um Portal de Humor. Publicamos sátiras e notícias humorísticas fantasiosas, fictícias, que não devem ser levadas a sério ou servir de fonte de informação!

Pagot quer ser o gerentão da Copa e desce o porrete em Silval


Luiz Antonio Pagot, que passou por 3 secretarias no governo Blairo Maggi e depois atuou como diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte, admitiu nesta terça à noite, em entrevista ao Resumo do Dia, programa apresentado na TV Rondon (SBT) por Roberto França, que foi indicado pelo seu padrinho político para assumir pasta na administração Silval Barbosa.

Em seguida, o próprio Pagot conclui que a sugestão de Maggi não deve ter ganhado respaldo do Palácio Paiaguás porque até agora não foi chamado para ocupar secretaria.

Ao mesmo tempo que se coloca à disposição da administração peemedebista, o ex-secretário faz críticas ao governo Silval. "O governo está precisando de um gerentão, com carta branca para cuidar das obras da Copa. Eu seria esse gerentão", pontua Pagot, ao lembrar que há cerca de 60 dias conversou com o ex-governador e senador Blairo Maggi sobre os projetos de mobilidade urbana em Cuiabá e Várzea Grande preparativos para o Mundial de futebol de 2014 e sobre a ideia de integrar o primeiro escalão. A indicação fora feita, de fato, mas, segundo comenta o próprio Pagot, não houve interesse, pois continua sem resposta. "Não me procuraram porque tem uma coisa: ciúmes de homem", afirma Pagot, sem citar nome e como se tivesse mandando recado. Recentemente, ele fez críticas à escolha pelo governador do nome de Cinésio de Oliveira, indicado do deputado federal Wellington Fagundes (PR), para a pasta de Transporte e Pavimentação Urbana.

Com a experiência de quem já atuou como secretário estadual de Infraestrutura (hoje pasta de Transporte e Pavimentação Urbana), de Educação e Casa Civil, Luiz Pagot, que era chamado de trator do governo, afirma que "está tudo errado" a forma como os projetos voltados à Copa-2014 vêm sendo conduzidos. "Tem que estar com botina e capacete, temos que trabalhar das 6h às 22h”, pontua o ex-secretário.

Pagot, que caiu do comando do Dnit após escândalo no órgão, criticou também o modelo de pagamento e estratégia de cobrança por parte do Estado para que as empresas tenham condições de produzir três vezes mais. Conta que, enquanto secretário, "fez isso várias vezes". Sugere que a equipe do governo faça monitoramento e esteja sempre presente no canteiro de obras, sob pena dos projetos ficarem paralisados. "Tem que ter capital de giro, trabalhadores e máquinas, além de um planejamento maior porque tem coisas que são importadas e que estão paradas. Isso tem que ser resolvido na hora para até 2014 conseguir agilizar tudo".

RDNews

segunda-feira, 18 de março de 2013

Vox Populi aponta que o povo vai de Taques ou Motoserra de Ouro


A pesquisa Vox Populi encomendada pelo Diário e revista RDM aponta que os senadores Blairo Maggi (PR) e Pedro Taques (PDT) despontam como os principais nomes para a disputa ao governo de Mato Grasso, em 2014. A mesma pesquisa mostra que para o eleitor de Mato Grosso a avaliação do desempenho e a imagem dos dois senadores são similares - a principal diferença é que Maggi é mais conhecido que Taques.

Os que afirmam conhecer bem e ter muitas informações sobre Blairo Maggi somam 83%. Já Pedro Taques, são 46%. O deputado estadual José Riva possui um índice de conhecimento maior que Taques, 55%. Os que disserem que conhecem Blairo Maggi só de nome são 16% e Pedro Taques, 31%. Apenas 1% admite não conhecer Maggi e 23% desconhecem Taques. Caso o juiz federal Julier Sebastião da Silva deixe o Judiciário para concorrer no pleito de 2014, ele terá que reverter o seu desconhecimento para 76% dos eleitores de Mato Grosso. Apenas 8% afirmam que conhecem bem o juiz federal.

Ao ser perguntado sobre a opinião que o eleitor tem sobre os possíveis candidatos ao governo de Mato Grosso, Blairo Maggi e Pedro Taques possuem uma avaliação muito parecida para o eleitorado. A opinião positiva para os senadores é de 64% e 58%, para Maggi e Taques, respectivamente. Os que possuem uma opinião negativa dos dois são apenas 6% para Maggi e 4% para Taques. Opinião regular para o ex-governador Maggi é de 25% e para o ex-procurador Pedro Taques é de 25%.

Ao citar o nome de Blairo Maggi para os entrevistados, a primeira coisa que vem à cabeça do eleitor é que foi um bom administrador (36%). Sobre Pedro Taques, que é um bom político (16%). Para os entrevistados, 56% das lembranças de Maggi são positivas (bom político, honesto, trabalhador e competente), 15% neutras (sojicultor, ex-governador, empresário) e 15% negativas (não foi bom administrador, desonesto). Já o nome de Pedro Taques traz lembrança positiva para 38% dos entrevistados (honesto, trabalha por Mato Grosso, humilde), 6% neutra (senador) e 5% negativa (não trabalha por Mato Grosso, desonesto).

O perfil da imagem que o eleitor de mato Grosso possui sobre os dois também é muito similar: ambos são considerados honestos (Maggi 57% e Taques 58%); preocupados com os mais pobres e têm compromisso social (ambos com 58%); corajosos e decididos (Maggi 75% e Taques 69%); possuem ideias novas para Mato Grosso (72% a 66%); são competentes e bons administradores (Maggi 78% e Taques 65%); credibilidade para atrair novos investimentos e gerar empregos (81% a 66%); conhecem e entendem os problemas do estado (Maggi 83% e Taques 70%); e têm história política e serviços para Mato Grosso (85% a 65%).

Blairo Maggi e Pedro Taques foram eleitos senadores em 2010, entrando no terceiro ano de seus mandatos. A avaliação que o eleitor possui do trabalho dois no Senado também é similar, segundo a pesquisa Vox Populi. Para 8% dos entrevistados, a avaliação é que ambos estão tendo um ótimo trabalho. Maggi possui um desempenho bom para 46% e Taques para 39%. Os que consideram o trabalho regular de Maggi somam 31% e o de Taques 26%. A avaliação negativa do mandato de Maggi é de 6% e de Taques 4%.

A pesquisa Vox Populi foi realizada entre os dias 28 de fevereiro e 4 de março, com 1000 entrevistas com eleitores com mais de 16 anos em 44 municípios de Mato Grosso. A margem de erro estimada para o conjunto da amostra é de mais ou menos 3,1 pontos percentuais, em um intervalo de confiança de 95%.

Os Tontos

Energia do Norte Araguaia

sábado, 16 de março de 2013

Energia, puts de novo velho?

Tô aqui no escritório e tals, no meio de um texto ou um atarefa importante e do nada cai à energia.

Isso é uma puta sacanagem. Deveria seriamente haver seguro antiqueda de energia. Pois imagine você o tempo que é perdido com uma queda de energia, além do mais o estresse que é gerado e que pode inclusive matar, dependendo das circunstâncias em que essa “falha no sistema energético” acontece.

Imagine você fazendo algo megaultrapower importante e perder tudo, algo que realmente vai te gerar prejuízo e demandar tempo para refazer, você vão ficar puto ao ponto de ter um infarto e bater com as dez.

Imagine você está no bem bom com sua esposa, dando uma bela de uma trepada e puft... Acaba a energia, você pode neste momento ter um coito interrompido e até perder o futuro herdeiro, senão no caso mais trágico do acontecido, perder o “pinto”.

Falando de problemas materiais, pode queimar aquela geladeira que a mais de cinco anos você tem que trocar, queimar o computador que ainda é Pentium, mas é seu. São inúmeros os problemas.

Quem vai ressarcir seus prejuízos? Já que de duas em duas horas essa “merda” cai e só você leva no fundilho. Pois a conta de energia todo mês aparece e sempre mais cara que a anterior.

Cadê a energia para todos? Ou nós aqui do Araguaia não somos todos? Acho que estamos na listo dos ninguéns. 

Vox Populi aponta “irmã metralha” como favorita para presidência em 2014 no MT

No levantamento feito pelo Vox Populi para o Diário e revista RDM em Mato Grosso, a presidente Dilma Rousseff (PT) lidera com folga a disputa para o cargo de presidente da República em 2014. Para 55% dos eleitores de Mato Grosso ela é a preferida para permanecer no comando dos destinos do país.


Na segunda posição aparecem empatados tecnicamente Marina Silva (Rede) e Aécio Neves (PSDB), com 13% e 14%, respectivamente. O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), surge com apenas 1% na intenção de voto em Mato Grosso. Entre os entrevistados, 5% afirmaram que vão votar em branco ou anular o voto e 14% dos eleitores ainda não sabem em quem vão votar ou não quiseram responder.

Na modalidade de pesquisa espontânea, quando não é apresentado nenhum nome para o entrevistado, Dilma Rousseff é novamente a líder, com 23% da preferência. O segundo mais lembrado pelos mato-grossenses é do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que conta com 12% das intenções. Em seguida, surgem dois tucanos: o senador Aécio Neves, com 5%, e o ex-governador de São Paulo José Serra, com 3%. Marina Silva também foi lembrada por 3% e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso por 1%. O senador Blairo Maggi também é lembrado por 1% dos entrevistados. Porém, 52% dos eleitores de Mato Grosso, segundo a pesquisa, ainda não sabem em quem vão votar para presidente da República.
Marina Silva lidera o índice de rejeição: 17% dos eleitores de Mato Grosso responderam que não votariam de jeito nenhum na ex-ministra do Meio Ambiente. O segundo colocado em rejeição é o senador tucano Aécio Neves, 16%. Em terceiro aparece o governador Eduardo Campos, com 13%. A presidente Dilma Rousseff tem a menor rejeição, com 12%. Para 11% dos eleitores de Mato Grosso, eles podem votar em qualquer um dos candidatos.

A liderança da presidente Dilma Rousseff na corrida rumo à sua reeleição pode ser explicada pela aprovação de seu governo em Mato Grosso. Segundo a pesquisa Vox Populi, 64% dos eleitores do Estado consideram seu governo positivo – 13% avaliam sua administração como ótima e 51% como boa. Para 26% dos moradores de Mato Grosso o governo federal é regular e apenas 9% apresentam uma avaliação negativa – ruim ou péssimo.

A pesquisa Vox Populi foi feita entre os dias 28 de fevereiro e 4 de março, com 1000 entrevistas com eleitores com mais de 16 anos em 44 municípios de Mato Grosso. A margem de erro é de mais ou menos 3,1 pontos percentuais, em um intervalo de confiança de 95%.

Diário de Cuiabá

Eleição para diretoria da Federação de Cururu e Siriri


No próximo dia 3 de abril será realizada a eleição da nova Diretoria da Executiva da Federação Mato-grossense das Associações e Grupos de Cururu e Siriri. A eleição acontece no Centro Cultural Casa Cuiabana (rua General Valle, 131, bairro Bandeirantes, ao lado do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá).

O horário da votação será das 13h às 17h. A primeira convocação acontecerá às 13h com a presença de 2/3 dos associados e a segunda convocação às 13h30, com qualquer número de associados presentes.Para inscrição das chapas, os interessados têm até o dia 31 de março para entrarem na disputa. O mandato da diretoria executiva é de 2 anos.

sexta-feira, 15 de março de 2013

#Politizando: PORRA MEU, UM PAPA ARGENTINO!

A Paramaker é a solução para quem quer ficar rico com a internet?

Filhote de tucano criado por Leitão desce a lenha no Cascão e cobra postura do gestor

O vereador Fernando Assunção (PSDB), sobe o tom em entrega de pedidos de providencias ao Ministério Público Estadual e a Controladoria Geral da União, sobre as obras paradas no município de Sinop e de responsabilidade da Prefeitura local.

“A mais de seis meses as obras não rendem nenhuma atenção, vive-se um gritante prejuízo aos bem públicos, o povo mais simples esta sendo frontalmente prejudicado”. O dossiê foi entregue aos órgãos fiscalizadores e seguem para as tramitações preliminares.

Assunção enfatiza que espera agilidade e acredita na justiça, “o prefeito precisa ter uma sensibilidade mais humana, é inadmissível, por exemplo: ver tantas construções unidades escolares abandonadas e faltarem mais de 1.000 vagas para educação infantil nas creches do município”.

Logística: integrar é a solução


Por Rui Prado*

Estamos às vésperas de concluir mais uma safra de soja em Mato Grosso. Embora isso não seja novidade para quem vive da produção ou para os gestores públicos, ainda escuto versões responsabilizando as chuvas ou o crescimento da produção pela situação precária das estradas e dos terminais de escoamento da produção. Será melhor eu pedir mais paciência para nós, cidadãos, que pagamos cada vez mais impostos, ou a eterna indignação. Escolho a última opção. Não podemos ficar quietos diante desse descaso.

O Estado precisa eleger prioridades. Ele precisa decidir por investimentos que multipliquem as riquezas de Mato Grosso, sejam elas oriundas da produção agropecuária, da indústria ou do comércio. Ele precisa optar por investimentos que melhorem a segurança e a qualidade de vida das pessoas. E aqui há um ponto convergente para tudo o que estou falando: infraestrutura e logística.

As filas de caminhões parados nas principais rotas de escoamento da produção do país, como vimos em diversos veículos de comunicação nas últimas semanas, trazem prejuízos para a sociedade. Comprometem a qualidade das mercadorias, diminuem a receita do setor produtivo, elevam o frete, encarecem os produtos para o consumidor final, desperdiçam o tempo das pessoas e provocam acidentes graves. O nosso sistema circulatório está em falência e isso pode comprometer toda a saúde da sociedade.

A 16ª edição da Pesquisa de Rodovias de 2012, publicada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), revelou que 84,1% dos 4.462 km de extensão de rodovias avaliadas em Mato Grosso estão em situação regular, ruim ou péssima. Absolutamente nenhum trecho foi classificado como “ótimo”. Até quando teremos que continuar nessa situação? Como devemos agir?

Uma das soluções em que acredito são as parcerias público-privadas. Elas podem resolver os problemas da malha viária em Mato Grosso trazendo os investimentos necessários e aplicando-os adequadamente. Outra estratégia interessantíssima é a integração entre os modais de transporte (rodovias, ferrovias e hidrovias), com a finalidade de baratear os custos de produção, do frete e reduzir os impactos ambientais do nosso principal modal, o rodoviário.

É evidente que num estado como Mato Grosso – com área territorial de 903.366,1 km quadrados, o equivalente a 56,2% da região do Centro-Oeste e 10,6% da superfície brasileira –, continuaremos dependendo das rodovias. No entanto, temos condições de investir em outros modais para desafogar o trânsito de caminhões e carretas nas estradas e deixá-las mais seguras para os veículos de passeio.

Nos Estados Unidos, por exemplo, existe uma forte integração entre esses três modais. As rodovias e ferrovias são construídas em paralelo, funcionando em sinergia, mesmo sendo competitivas entre si. Ganham os produtores, ao reduzir os custos, e a sociedade, ao adquirir produtos mais baratos. Mesmo os norte-americanos, cujo país é considerado potência econômica mundial, dependem do apoio do setor público para viabilizar as obras de infraestrutura de transportes. A iniciativa privada faz muito por lá, mas não consegue sozinha garantir a competitividade entre os modais.

Estamos no século 21, os produtores rurais utilizam as mais modernas tecnologias para colher a produção de grãos, Mato Grosso é o maior produtor de soja, milho e algodão do Brasil, possuímos o maior rebanho bovino do país. Temos feito nosso dever de casa da porteira para dentro, onde podemos atuar fortemente. O mesmo, infelizmente, não podemos dizer do Poder Público.

Transferir os eternos problemas das estradas – buracos, erros de projetos, falta de pavimentação e sinalização –, aos fenômenos da natureza (chuvas) que ocorrem todos os anos ou ao aumento da produção é, no mínimo, desrespeitar a inteligência do cidadão. Deixemos São Pedro descansar, as artérias do nosso Estado estão na UTI e precisam de tratamento urgente!

*Rui Prado é produtor rural e presidente do Sistema Famato (ruiprado@famato.org.br).

quinta-feira, 14 de março de 2013

Mauricio de Sousa homenageia papa Francisco com quadrinho do Chico Bento

Até a Turma da Mônica resolveu homenagear o novo papa, que foi eleito ontem (13).

Em sua conta no Twitter, o cartunista Mauricio de Sousa publicou nesta quinta-feira (14) um quadrinho em que Chico Bento comenta com um sotaque caipira: "Tô orgüioso do meu nome! Acho qui o pessoar do Vaticano lê minhas historinha!".

O cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio, 76, arcebispo de Buenos Aires, foi eleito o primeiro papa latino-americano da história. Bergoglio escolheu o nome papal Francisco, o mesmo nome de Chico Bento.


Os chicos de Mato Grosso...


Daltinho mete o pé na bunda do Queiroz e compra queda de braço com Teté e Bezerra


 O deputado Adlato de Freitas, o Daltinho do PMDB, não contente com a guerra dentro do PMDB em nível estadual, resolveu chancelar a briga em instância municipal, trazendo o problema para dentro da sua casa em Barra Garças.

No noite desta quarta-feira (13/03) o deputado revoltado fincou o pé na bunda o secretário de Turismo de Barra do Garças, Romário Queiroz (sem partido), ele expulsou o ex-colega de partido devido o mesmo assumir a pasta na gestão do prefeito Beto Farias (PSD), que foi oposição de Daltinho nas eleições municipais de 2012.

Para justificar a expulsão, Daltinho alega que Romário agiu por conta própria, sem consultar o diretório municipal, ao assumir a secretaria de Turismo na gestão Beto Farias (PSD), “ele agiu de forma individual. Não houve discussão interna ou debate se poderia ou não assumir a secretaria. Portanto, a decisão de aceitar o convite para assumir o cargo é ilegítima. Ele foi contrário aos princípios do PMDB, que é adversário do prefeito Roberto Farias”, disse o parlamentar.

Daltinho também afirma que Romário se mantém no cargo, “embasado no apoio de instâncias superiores. Neste caso, ele se refere ao deputado Carlos Bezerra e a secretária estadual de Turismo Teté Bezerra. “Eles não têm tutela para decidir o que o diretório municipal deve fazer”, criticou.

Romário, por sua vez, afirmou que está tranquilo, “não recebi nenhum comunicado e, além do mais, a orientação que recebi do deputado Carlos Bezerra e da deputada Teté Bezerra é que eu represente bem o PMDB na Secretaria de Turismo de Barra do Garças. E isso estou procurando fazer”, concluiu.

NOTA: Num sei por que essa guerra toda, mas de uma coisa tenho certeza, que quem vai levar no fundilho com certeza será o deputado revoltado que já está com o “furico” na mira dos caciques do PMDB.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Terra de Diego Maradona tem novo Papa; Dom Francisco


A Igreja Católica confirmou às 20h14 (16h14 de Brasília) desta quarta-feira (13) quem é seu novo papa: o cardeal Jorge Mario Bergoglio, 76, da Argentina, foi o escolhido para suceder Bento 16 no conclave que começou na terça-feira (12) e terminou hoje, às 19h07 (15h07 de Brasília), quando a fumaça branca tomou a praça São Pedro, após cinco escrutínios.
O nome do novo papa foi revelado após o famoso "Anuntio vobis gaudium, habemus Papam", feito pelo cardeal francês Jean-Louis Tauran. O nome papal escolhido pelo cardeal Bergoglio é Francisco 1º.
Jorge Mario Bergoglio, que nasceu em 17 de dezembro de 1936, se tornou arcebispo de Buenos Aires desde 1998 e foi nomeado cardeal em 2001, por João Paulo 2º, é o primeiro papa latino-americano da história da Igreja Católica.

Escolha aconteceu 13 dias após renúncia de Bento 16

Após 13 dias da renúncia de Bento 16, a quinta votação do conclave, realizada na tarde desta quarta-feira (13), terminou com a escolha do novo papa. Às 15h07 (Brasília), uma fumaça branca saiu da chaminé da capela Sistina, indicando que os cardeais chegaram a um consenso sobre o próximo líder da Igreja Católica Apostólica Romana.

ESCOLHA DO NOVO PAPA

  • Veja todos os passos do conclave
  • Glossário da Igreja Católica
  • Duração dos últimos conclaves
Os sinos da basílica de São Pedro confirmaram que o novo pontífice recebeu ao menos dois terços dos votos dos cardeais e já aceitou a missão de comandar a Santa Sé.
O anúncio dos nomes de batismo e pelo qual será conhecido o sucessor de Bento 16 será feito na sacada da basílica de São Pedro, com a famosa frase: "Habemus Papam!".
A escolha foi realizada por 115 cardeais, sendo cinco brasileiros: dom Raymundo Damasceno Assis, 76; dom Odilo Scherer, 63; dom Geraldo Majella Agnelo, 79; dom Cláudio Hummes, 78; e dom João Braz de Aviz, 64.
Estavam aptos a votar apenas os cardeais com menos de 80 anos. A presença deles, segundo o Vaticano, era obrigatória. No entanto, dois eleitores conseguiram a dispensa necessária para não participarem da votação, um por motivo de saúde (cardeal indonésio Julius Darmaatjadja) e outro por ter renunciou ao cargo (cardeal britânico Keith O'Brien).

Fumaça anuncia chegada de novo Apóstolo da Igreja Católica

A Igreja Católica já tem um novo Sumo Pontífice. Surpreendendo os analistas, que previam a escolha somente a partir de quinta-feira, a fumaça branca sinalizou ao mundo que os 115 cardeais reunidos no conclave já escolheram um sucessor para Bento XVI, que renunciou em fevereiro. O nome do escolhido deve ser anunciado em instantes. A imagem da fumaça branca levou ao delírio os milhares de pessoas que enfrentavam a chuva fina e um temperatura de 9 graus na Praça de São Pedro. Além do mau tempo, muitos fiéis deixaram de ir até a praça devido à expectativa de que a escolha aconteceria apenas na quinta-feira. O jornal italiano "La Stampa" publicara em sua manchete de quarta "Um novo Papa amanhã". Pela manhã já haviam sido feitas duas votações sem que nenhum cardeal conseguisse os 77 votos mínimos para ser escolhido.

“Porco” crítica “Cascão”, e acusa-o de estelionato eleitoral

O deputado Nilson Leitão do PSDB criticou através do seu microblog (twiiter) que as obras lançadas em campanha pelo prefeito Juarez Costa (PMDB) estão todas paralisadas, e isso caracteriza estelionato eleitoral.

Para o “Porco” é lamentável as obras do município de Sinop (MT) estarem paralisadas, de alfineta o seu desafeto político, o “Cascão”.

Leitão é autor do projeto de lei que torna crime o não cumprimento das propostas de governo registradas durante a campanha eleitoral e também as promessas divulgadas pelo candidato no horário eleitoral no rádio e na TV e na internet.

NOTA: Haja xilindró pra colocar os “cabras” que não cumprem o que prometem em palanque, aqui no MT está cheio desses “mentirosos”.

Sou gremista, mas tá difícil aguentar o coração; Grêmio levou 2 a 1 do Caracas

Meu Grêmio parece ter começado o ano com altos e baixos, levou 2 a 1 do Caracas da Venezuela, ô falta de sorte, pois futebol até que teve.

O Grêmio não repetiu as últimas grandes atuações e acabou derrotado pelo Caracas, nesta terça, por 2 a 1. A equipe gaúcha saiu na frente, com um gol  de Elano, mas Peña e Farías viraram o jogo na capital venezuelana. O resultado deixa o Tricolor empatado com o Caracas na segunda posição do Grupo 08, com seis pontos. O Fluminense lidera, com sete, e o Huachipato é o lanterna, com quatro.

Apesar do gramado ruim do Estádio Olímpico de la UCV, em Caracas, o Grêmio tocou bem a bola no primeiro tempo, mas cedeu o empate no último lance, em gol de Peña. Na etapa final, o time gaúcho teve chances para alcançar a vitória, mas levou um gol no contra-ataque e perdeu a partida.

terça-feira, 12 de março de 2013

Telepirataria: Ilário Tavares e Jean Karlos usam PPS para praticar estelionato em Vila Rica

Segundo a reportagem do site 24Horasnews desta terça-feira (12/03) o candidato a prefeito em Confresa nas eleições de 2012, Ilário Tavares (PPS) e Jean Karlos seu sócio, praticaram um estelionato no município de Vila Rica, onde estavam comercializando um canal de televisão pirata naquele município com o empresário Everaldo Simões.

O esquema de “pirataria” de sinal de televisão na região do Norte Araguaia – e em várias cidades de Mato Grosso – é maior do que imagina. Pior: abriga um mercado paralelo de negócios e preocupante. É o que revela o empresário de Vila Rica, Everaldo Simões, ao denunciar uma ação que ele caracteriza como estelionato, feita pelo diretor da RNA-TV Confresa que é responsável pela TV Gazeta – Canal 12 e também pela TV Líder SBT – Canal 19- Confresa - esse último sem autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)  para funcionar.



O empresário contou que no fim do ano de 2010 o apresentador, sócio da RNA-TV e Presidente do PPS em Confresa, Ilário Tavares e Jean Karlos, também Diretor da RNA-TV, o procuraram em Vila Rica com uma proposta de vender parte do direito de concessão que Jean tinha da TV Gazeta de Cuiabá. O valor acertado foi de R$ 75 mil,  correspondente a 50% dos direito de concessão de uso da Gazeta Cuiabá.


Leia Também

Simões,  que se declara leigo no assunto, disse que acreditou principalmente em Ilário Tavares, já que os dois eram militantes do mesmo partido o PPS na época, e por isso fez o negócio sem investigar muito. “Eu acreditei, achei que ele por ser um líder do Partido na região poderia confiar e fiz o negócio”, lamenta Simões.

O empresário ainda afirmou que Ilário Tavares usou de influencia política para lubridia-lo. “É obvio que ele se aproveitou do cargo que tinha dentro do PPS para me enganar porque eu tenho certeza que ele sabia exatamente o que estava fazendo”, denunciou Everaldo Simões.

Ele contou que fez uma espécie de recibo e um contrato que ele considerou fajuto,  com Jean Karlos Rodrigues Pereira, responsável pela empresa LF de Souza Rodrigues ME – de Confresa a qual de acordo com o recibo emitido por Jean,  comprou da Record de Cuiabá o direito de concessão de Transmissão. Ainda segundo o mesmo documento apresentado, o valor do contrato envolvendo a negociação em Vila Rica era de R$ 75 mil, sendo que no dia 20 de dezembro de 2010, a empresa Vila Riquense de Radio e Televisão Ltda, fez um deposito para a conta da COLNET Internet – que na época pertencia à Jean Karlos, o valor que teria sido a entrada do negócio foi de R$ 35 mil, sendo que Simões ainda faria mais dois repasses de R$ 20 mil cada um.

 “Eu não conhecia esse Jean Karlos, mas o Ilário Tavares me indicou eu confiei e fiz o negócio, eu não entendi bem como funcionava quando abri o olho, percebi que fui enganado” – disse Simões.

Antes de perceber que tinha sido enganado e acreditando na realidade do canal em Vila Rica, Everaldo Simões que é bastante respeitado pela classe empresarial e política da região, comprou um imóvel, fez a reforma tudo dentro dos padrões para funcionar a TV local, ele ainda instalou torre, comprou antenas e aguardou. Dias depois ele contou que Jean Karlos apareceu em Vila Rica com um transmissor com o canal 7, e que colocou a TV no ar repetindo o sinal da TV Gazeta de Cuiabá que pertence ao empresário Dorileo Leal.

Satisfeito, o sinal ficou retransmitindo, até que Simões foi alertado, de que aquele canal era pirata, ou seja, não constava no plano básico da Anatel, simplesmente aquele canal não existia, assim como não existe outorga de canal para a TV Gazeta em Vila Rica, apenas para a TV Cidade Verde-Bandeirantes que tem o canal 09 e para a TV Centro América no canal 11.

“Quando me falaram que era ‘pirata’ tirei o transmissor imediatamente da tomada, e desliguei, e o equipamento está aqui até hoje, nunca mais liguei porque nunca fiz e não gosto de coisas ilegais, sempre fui certo com meus negócios e jamais me envolveria com esse tipo de coisa”, disse revoltado Simões, enquanto mostrava toda a estrutura construída para que a televisão funcionasse.

Simões ainda disse que por diversas vezes procurou Jean para tentar fazer um acerto e reaver o dinheiro de volta, porém ele sempre tratou com desdém e com grosserias, em uma certa vez um sócio seu veio a Confresa para fazer um acerto, na época Jean chegou a dizer para o homem, que aquele papel que ele tinha assinado não valia nada.

“Isso é absurdo demais, é inadmissível, uma pessoa como eu ser enganada assim por dois estelionatários, levaram o meu dinheiro, me deixaram um transmissor pirata, e nunca veio ninguém da Record aqui, vou entrar judicialmente contra eles, e não vou mais aceitar isso calado, eu tenho uma revolta muito grande, porque nunca achei que com a idade que eu tenho ainda fosse cair em contos de vigários assim”, desabafou Simões.

Jean karlos R. Pereira que também é Ddretor de eventos da Associação Comercial e Empresarial de  Confresa, afirma ter documentos assinados por Roberto Dorner, proprietário do Grupo Rondon de Televisão e suplente de Deputado Federal,  que lhe garantem o direito de uso do Canal 19 em Confresa e  diz ser proprietário da Rede Gazeta a Record no Araguaia, e que comprou o Direito de Concessão de uso da Gazeta de Cuiabá do empresário Dorileo Leal.  Ele por diversas vezes publicou no site da rnatv.com.br, que estava ampliando as emissoras do Grupo RNA TV na região que pertenceriam a ele e a Ilário Tavares que em 2010 ensaiou uma candidatura à deputado estadual e em 2012 foi candidato a prefeito, usando escancaradamente o canal para benefícios políticos, numa verdadeira perseguição a atual administração e qualquer um que cruzem os caminhos do Grupo.

Em Confresa um empresário que preferiu não se identificar por temer retaliações disse que Jean estaria colocando o canal 12 que pertence legalmente à Gazeta de Cuiabá à venda, o valor pedido por Jean Karlos era de R$ 500 mil. Vale ressaltar que de acordo com o Ministério das Comunicações Canais de TV não podem ser vendidos ou negociados por se tratar de concessões públicas.

24HorasNews

A dengue é culpa sua, seu puto!

Documentário 'Enigmas da Serra do Roncador' mostra Barra do Garças para o mundo


No coração do Brasil, existe uma região cercada de lendas, misticismo e enigmas que atraem pesquisadores, ufólogos, místicos e curiosos de todas as partes do Planeta Terra.

Uma imensa cordilheira da era plutônica, chamada de Serra do Roncador, dividindo as águas dos Rios Araguaia e Xingu, e é neste cenário que o cineasta Genito Santos esta filmando o documentário “ENIGMAS DA SERRA DO RONCADOR”, onde ele apresenta o resultado de quase 3 anos de pesquisa sobre os fatos enigmáticos que envolvem essa região, como grandes aventuras de desbravadores e visionários e historias relatadas por místicos, índios e pessoas de diversas culturas que dizem ter tido aqui alguma experiência envolvida de mistério. Por meio de relatos de pesquisadores, índios Xavantes e de pessoas envolvidas com esses fatos, o filme, com imagens belíssimas, segue o roteiro percorrido pelo coronel Fawcett e mostra marcas de que por essas terras andou o homem pré-histórico do Araguaia.


Um dos pontos culminantes do documentário é quando se mostram imagens que protagonizam Fawcett e sua expedição desaparecendo na Serra. Outro ponto é a encenação da passagem do homem pré-histórico por esta região. Será que Fawcett encontrou a entrada para o mundo intraterreno? Teriam os índios trucidado o coronel e jogado seu corpo no Rio ou o enterrado? Se o enterraram, onde estão os ossos? São essas perguntas que dão cor aos enigmas da Serra do Roncador. Encontrar as respostas para elas é o sonho de todo desbravador ou de todas as pessoas que andam por essas terras de encanto e magia. Sem a expectativa de estragar surpresas, o documentário impressiona pelas belíssimas imagens e entrevistas com diferentes pessoas de renome na região. Especialmente emocionante o ponto em que o cineasta, na tentativa de aproximação do fictício com o real, mostra lugares que os místicos afirmam fazer contatos com os seres intra e extraterrestres, por exemplo, a Lagoa Encantada, a caverna misteriosa e o bico da Serra, considerados portais para outras dimensões. No final do filme, fica a interrogação: teria mesmo passado por essas terras o homem pré-histórico do Araguaia? Seria ele um ascendente do povo Xavante? O coronel Fawcett é só uma lenda? Para o cineasta, fica apenas a certeza de que é necessário que os povos continuem sonhando sonhos reais ou imaginários.
 
  Com uma equipe de produção genuinamente barra-garcense formada por cinegrafistas, fotógrafos, redatores, atores e logística, o documentário tem previsão de seu lançamento no início de março.

Fonte: Genito Santos
Fotos: Edevilson Arneiro

COPA 2014: "Porcalhadas" da Arena Pantanal de MT é destaque nacional

"E agora quem poderá nos ajudar?", SINVAL O HERÓI NACIONAL?  
As obras da Arena Pantanal, em Cuiabá, correm risco de não ficarem prontas a tempo da Copa do Mundo de 2014 após duas construtoras que tocavam o projeto abandonarem a empreitada, na semana passada. Agora, a empreiteira responsável que sobrou terá que triplicar sozinha o ritmo em que segue atualmente a construção para conseguir entregar o estádio dentro do prazo, em outubro deste ano.
Beirando a falência, a construtora Santa Bárbara Engenharia SA, líder do consórcio Santa Bárbara-Mendes Júnior, responsável pelo projeto, está deixando os trabalhos para serem tocados apenas pela construtora Mendes Júnior e suas subempreiteiras contratadas. Uma delas, a responsável pela montagem das estruturas metálicas do estádio, deixou a obra após ter ficado oito meses sem receber por seus trabalhos.

A saída da construtora líder do consórcio ainda não foi anunciada. Tanto as empreiteiras envolvidas quanto o governo do Estado de Mato Grosso (que banca a obra) não negam nem confirmam o abandono, dizem apenas que a saída da Santa Bárbara não muda a situação do contrato entre o poder público e o consórcio. A informação, porém, foi confirmada ao UOL Esporte por membros da Rede de Controle (grupo formado por promotores, procuradores e membros de tribunais de contas que acompanha as obras da Copa), funcionários da obra e empreiteiros que preferiram manter anonimato.
A conclusão da Arena Pantanal, a um custo de R$ 519 milhões e prevista para outubro desde ano, não será tarefa fácil. Desde que começou, em maio de 2010, até o final de fevereiro deste ano, a obra atingiu 62% de conclusão. Ou seja, o avanço em 34 meses se deu ao ritmo de 1,82% ao mês, em média. Assim, para a empreitada ser levada a cabo dentro do prazo, o ritmo dos trabalhos terá que ser triplicado, e a construção deverá andar a 5,48% ao mês em média.

A Arena Pantanal começou a ser construída em maio de 2010 - a primeira entre todas as 12 que serão usadas na Copa do Mundo. A previsão inicial era que ela estivesse concluída em dezembro de 2012. Não ocorreu. Em julho de 2012, o estádio tinha 46% de suas obras concluídas. Naquele mês, o governo de Mato Grosso assinou um aditivo ao contrato e estendeu o prazo de entrega até outubro deste ano.
O custo inicial previsto pelo governo de Mato Grosso era de R$ 342 milhões. Atualmente, está em R$ 519 milhões (aumento de 51%). A assessoria de comunicação do consórcio construtor, porém, informou ao UOL Esporte que, em breve, um terceiro turno de trabalho terá que ser criado para que a obra possa ser entregue a tempo, o que significa uma nova repactuação contratual, com mais um aumento de custo.
Hoje, de acordo com o consórcio, cerca de 800 operários se revezam em dois turnos no canteiro de construção do estádio. Apesar disso, o UOL Esporte presenciou o momento do encerramento de um turno de trabalho no final da tarde do último sábado (9) e não havia mais que 50 operários deixando a construção. Além disso, operários disseram à reportagem que os funcionários da Santa Bárbara não trabalham mais no local.
Beirando a falência
Com problemas na Justiça e uma dívida de R$ 543 milhões, conforme relevou o UOL Esporte, a Santa Bárbara está em processo de recuperação judicial e beira a falência. Além disso, parte do dinheiro que entra no caixa da empreiteira, depositado pelo governo estadual de Mato Grosso para ser utilizado na Arena Pantanal, segue outro caminho: o pagamento de dívidas da Santa Bárbara com outros credores.
Pesa sobre a Santa Bárbara uma série de bloqueios de valores autorizados judicialmente: a uma empresa chamada BK Transportes e Serviços, a empreiteira deve R$ 272 mil. Já à Topázio Inspeções tem R$ 908 mil a receber, enquanto outros R$ 5,24 milhões devem ser pagos à Mills Estruturas de Serviços e Engenharia.
Dessa forma, recursos da Secopa-MT (Secretaria Extraordinária para a Copa de Mato Grosso) transferidos ao Consórcio Santa Bárbara Mendes Júnior para pagar o estádio são sequestrados pela Justiça desde o ano passado, conforme também revelou o UOL Esporte, em agosto do ano passado. De acordo com empresários do setor de construção civil em Cuiabá, a saída da construtora da empreitada é uma manobra para que o dinheiro do governo de Mato Grosso volte a ficar na obra e não vá para cobrir dívidas anteriores da Santa Bárbara.
O Consórcio Santa Bárbara-Mendes Júnior não se pronuncia sobre a situação. A reportagem do UOL Esporte não foi autorizada a entrar no canteiro de obras da Arena Pantanal, mas o atraso é visível mesmo do lado de fora. Em alguns locais do entorno do estádio, o terreno ainda não foi sequer aplainado. A superestrutura das arquibancadas é a única parte pronta. A estrutura metálica que envolverá todo o estádio não está na metade e, na semana passada, causou a paralisação das obras e virou caso de polícia.
Caso de polícia

A Loyman Assessoria e Montagem Industrial Ltda, contratada pelo consórcio para montar a estrutura metálica do estádio, retirou no início da semana passada os seis guindastes e os funcionários que mantinha no canteiro de obras da Arena Pantanal. À imprensa cuiabana, o dono da empresa, Ibê Loyola Júnior, chegou a dizer que não aguentava mais, pois estava havia mais de oito meses sem receber pelo serviço prestado.
Esgotado financeira e emocionalmente, o empresário decidiu tirar seus equipamentos do canteiro, mas foi barrado pelos seguranças da Santa Bárbara e da Mendes Júnior. A polícia foi chamada e um boletim de ocorrência foi lavrado. Os guindastes lá permaneceram até que um distrato entre a Loyman e o consórcio fosse assinado. O caso mexeu com a saúde de Ibê Loyola Junior, que deixou Cuiabá para um período de descanso no interior do Rio Grande do Sul.
A Santa Bárbara e a Mendes Júnior negaram que vinham atrasando pagamentos e ainda colocaram toda a culpa na empresa que abandonou a obra. "O Consórcio Santa Bárbara/Mendes Júnior afirma que as acusações de inadimplência feitas em desfavor deste Consórcio pela empresa Loyman - Assessoria e Assistência Técnica Ltda não procedem e que, inclusive, a referida empresa abandonou, de maneira injustificada, o canteiro de obras, motivo pelo qual todas as medidas legais cabíveis serão rigorosamente adotadas por este Consórcio˜, disse, em nota, o consórcio.
"O Consórcio esclarece ainda que a situação gerada pela Loyman - Assessoria e Assistência Técnica Ltda já foi contornada, sendo que um novo fornecedor dará regular continuidade à execução dos trabalhos˜. Apesar disso, até domingo (10) a montagem da estrutura metálica não havia sido retomada.
Já com a ameaça de processo posta na mesa, a Loyman enviou ao UOL Esporte uma nota tentando amenizar a gravidade do problema e sem informar qual o tamanho da dívida do consórcio com a empresa. "Ocorreu desacordo comercial, motivado pelo não cumprimento contratual do contratante (Consórcio Santa Bárbara Mendes Júnior). (…) Esclarecemos ainda que a decisão da saída do canteiro da obra foi tomada de comum acordo entre as partes envolvidas˜, diz o comunicado da Loyman.
Sem resposta
UOL Esporte solicitou entrevista com responsáveis pelo consórcio da Arena Pantanal, com dirigentes da  Santa Bárbara Engenharia SA e com o secretário Maurício Guimarães, titular da Secopa-MT, mas os pedidos não foram atendidos. O promotor do núcleo de defesa do patrimônio público do Ministério Público de Mato Grosso, Clóvis de Almeida Júnior, informou à reportagem que o próprio Maurício Guimarães informou-lhe da saída da Santa Bárbara da empreitada. Já o consórcio não quis se manifestar sobre o assunto.
Questionada sobre o motivo da Santa Bárbara deixar o consórcio, qual a parte que cabia à construtora na obra, se haveria atraso na entrega ou aumento de custo, a Secopa-MT, através de sua assessoria de imprensa, foi lacônica. "Informamos que não há nenhuma alteração do contrato entre o consórcio construtor da Arena Pantanal e a Secopa".